O que é o projeto?

"Não me esqueci de você" surgiu como a proposta de um documentário para discutir os desafios da educação inclusiva.

Ouvimos diferentes vozes do processo educacional, apresentando informações objetivas, além de, poeticamente, simular algumas vivências e sensações do aluno com deficiência no ambiente escolar.

Com a finalização do documentário, percebemos que a discussão sobre acesso não se encerra no âmbito infantil/educacional. Ampliamos o desafio e formatamos a proposta de produção de um segundo documentário, no qual abordaremos a inclusão da pessoa com deficiência no mercado de trabalho, mostrando algumas das situações enfrentadas na vida adulta. Nasceu aí o "Não me esqueci de você - Mercado de Trabalho".

Com isso, "Não me esqueci de você" superou a produção de um documentário e tem como intuito ser um projeto de reflexão e debate sobre a inclusão social das pessoas com deficiência.

Assista nosso primeiro filme, apoie nosso segundo filme, se possível, mas, acima de tudo, nos ajude a promover o acesso de todas as pessoas a todos os lugares.

O Primeiro Filme

O primeiro filme nasceu da provocação originada pelas vivências de cada membro da equipe. Confrontados por situações em casa, na escola ou mesmo no trabalho, tínhamos em comum a inconformidade com as condições oferecidas às crianças no que tange à educação de qualidade e, ainda, o modo como isso acaba por refletir em suas vidas em sociedade, como decorrência da falta de estrutura para recebê-las nos espaços sociais. A partir dessa troca de experiências, decidimos investigar o assunto e promover uma discussão mais ampla, para além de nosso ambiente particular.

Para a realização dessa produção, submetemos nosso projeto ao edital do Programa de Estímulo à Cultura da Secretaria Municipal de Cultural de Bauru e fomos contemplados com a verba que permitiu que fizéssemos esse filme.

Ao longo de um ano de produção, entre 2016 e 2017, pesquisamos, roteirizamos, gravamos e editamos com muito zelo e responsabilidade. O resultado foi um longa-metragem de 80 minutos com depoimentos de pais de alunos com deficiência, educadores e pesquisadores. Pensando na informação objetiva, selecionamos trechos das legislações vigentes em nosso país para guiar a conversa e visitamos escolas da rede pública de ensino infantil e fundamental de Bauru. O resultado você pode conferir aqui na página.

Esperamos que este filme possa sensibilizar e incentivar um debate sobre a maneira com que a sociedade tem se instrumentalizado para conferir a todos o acesso à educação e, por consequência, à vida em sociedade, para garantir o pleno desenvolvimento a que cada um de nós tem direito.

Assista ao filme completo

Equipe do primeiro filme

  • Bruno Jareta edição
  • Christiane Versuti ass. de comunicação
  • Conrado Dacax fotografia
  • Daniel Nardo artes
  • Henrique Moraes artes
  • Leonardo Oliveira imagens
  • Luciana Poloni cons. pedagógica
  • Paula Marques produção
  • Rene Lopez direção

Saiba mais sobre o projeto

Colabore

Como vocês viram, o projeto não se esgotou com o primeiro filme.
Agora, estamos trabalhando na produção do segundo longa-metragem "Não me esqueci de você" com foco na inclusão da pessoa com deficiência no mercado de trabalho.

Conheça mais dessa proposta!

Sinopse

De acordo com a lei n. 8213/91, toda empresa em território nacional com mais de cem trabalhadores deve ter em seu quadro de funcionários pessoas com deficiência. A lei é antiga, mas ainda é um importante instrumento de inclusão. A obrigatoriedade gera oportunidades de quebrar preconceitos, desenvolver potencialidades e ainda garante um espaço social diverso. Mas essa lei é suficiente? De que modo ela vem sendo aplicada nos mais diversos setores? As vagas têm sido preenchidas de maneira ética, garantindo espaço para quem realmente precisa? De que maneira as empresas se responsabilizam pela real integração dos funcionários e possibilitam o desenvolvimento de suas competências? Como as pessoas com deficiência têm encarado esse acesso?

Todas essas questões surgem, pois consideramos que o ambiente produtivo tem um papel fundamental na vida do indivíduo que vive em sociedade. O trabalho dá autonomia, ajuda a construir um sentido de existência e contribui para que as pessoas se sintam partes do todo. Por outro lado, sem ética e compromisso social, estes ambientes podem se revelar palcos para a perpetuação de preconceitos e exclusões. Assim, "Não me esqueci de você - Mercado de Trabalho" investiga diferentes espaços laborais ocupados por pessoas com deficiência. A ideia central é dar visibilidade aos diversos dilemas vividos pelos trabalhadores, familiares e empresários quando o assunto é inclusão. O resultado dessa experiência será o segundo filme longa-metragem do projeto "Não me esqueci de você". Vem com a gente, vamos propagar essa discussão!

Estrutura

Para realizar a próxima etapa do projeto "Não me esqueci de você", precisamos viabilizar a produção do segundo documentário.

  • Formato: longa-metragem documental
  • Duração estimada: 60 minutos
  • Sonoras de pessoas com deficiência, empregadores, especialistas
  • Tempo de produção total: 11 meses
  • Orçamento: R$ 25.000,00
    • Produção (equipe, equipamentos, transporte, alimentação) : R$14.750,00
    • Tradução (Libras e audiodescrição): R$ 3.000,00
    • Artes e divulgação: R$2.000,00
    • Recompensas: R$2.000,00
    • Catarse: R$ 3.250,00

Cronograma

  MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ JAN FEV MAR
Levantamento de recursos
 
 
Pesquisa
 
 
Roteiro
 
 
Produção
 
 
Gravação
 
 
Pós-produção
 
 
Exibição
 

Apoie no catarse

Colabore com o Não me esqueci de você. Use o link abaixo para conhecer o nosso projeto no catarse.

Quem somos

  • Bruno Jareta

    Editor. Também responsável pela edição de "O Labirinto" (filme interativo) e o curta "Carma" em 2014. Atuou como editor na TV UNESP. É doutorando em Comunicação e graduado em Comunicação Social (Rádio e TV) pela UNESP. É sócio-fundador da Neurônio Produtora e professor dos cursos de Produção Audiovisual da FIB e Cinema e Audiovisual da Unimep.

  • Conrado Dacax

    Diretor de fotografia. Desde 2012, ministra oficinas de fotografia e captação de imagens e desenvolve projetos audiovisuais. Coordenou a frente de audiovisual do Instituto Acesso Popular e do "Ponto de Cultura Acesso Hip Hop" de 2012 a 2016, onde produziu documentários e videoclipes. Formado em Produção Audiovisual pela FIB, com especialização em vídeo pelo SENAC.

  • Paula Marques

    Produtora. É produtora da Televisão Universitária da USP de Bauru e chefe da Seção de Eventos Culturais também da USP, responsável pelo Centro Cultural do campus de Bauru. Graduada em Comunicação Social com habilitação em Rádio e TV, especialista em Linguagem, Cultura e Mídia e Mestre em Comunicação pela UNESP de Bauru.

  • Rene Lopez

    Diretor. Graduado em Jornalismo pela USC, mestre em Televisão e doutorando do programa de Mídia e Tecnologia da UNESP. Atuou como chefe de produção e apresentador na TV UNESP, sendo responsável por programas como o Som e Prosa. É professor do curso de Produção Audiovisual da FIB, da Pós-Graduação em Filmmaking da PUC e atua como jornalista da UFPR.